Star Wars | Do Pior Ao Melhor

Star Wars | Do Pior Ao Melhor

Com o segundo spin-off da saga chegando, "Han Solo: Uma História Star Wars" , decidimos ranquear os longas da saga Star Wars lançados até agora. Não foi fácil.


https_%2F%2Fi.cdn.tntdrama.com%2Fassets%2Fimages%2F2017%2F03%2FAttack-of-the-Clones_1600x900_0.jpg

Ataque dos Clones

10

Se o episódio I já parecia um ponto fora da curva, sua continuação apenas desvirtuou ainda mais o caminho que as prequels tomavam. 

Se o objetivo sempre foi desenvolver o personagem de Anakin Skywalker, isso foi extremamente prejudicado pelo fraquíssimo roteiro de George Lucas e pela interpretação com pouca ou qualquer ênfase de Hayden Christensen. Ewan McGregor acertou em cheio como Obi-Wan, Mace Windu e Count Dooku não são os piores personagens da franquia, mas ao mudar drasticamente alguém como Yoda, preterir uma história mais direta para mostrar o romance de Anakin e Padmé e sobreviver de conveniências e situações ilógicas, este figura facilmente como o pior filme da franquia. 

 
Screen-Shot-2015-09-18-at-3.28.12-PM-2.png

A Ameaça Fantasma

9

Quase 16 anos após "O Retorno de Jedi", o filme que começaria a contar a história do personagem mais icônico da franquia chegava com uma hype e expectativa nunca antes vistas. Isso, mais o fato de o filme realmente não ser tão bom, fizeram com que a nova trilogia começasse da pior forma. 

Diversas coisas estão fora de ordem aqui. Não há um personagem "principal", Jake Lloyd não é carismático o suficiente, Liam Neeson e Ewan McGregor sofrem por conta do roteiro em torno de seus personagens e a melhor coisa do filme, Darth Maul, quase não fala nada (talvez seja esse o motivo) e Jar Jar Binks... bem, vocês já sabem. A ideia de transformar a Força em algo científico também vai de contrário a tudo que os filmes originais pregavam e o uso de CGI em praticamente todos os momentos do filme tiram o fator de realismo que eram tão essenciais.

Não é uma atrocidade, existem coisas valiosas aqui, mas perto do alto patamar criado pela trilogia inicial, este filme falha miseravelmente. 

 
still-of-ewan-mcgregor-and-hayden-christensen-in-star-wars_-episode-iii-revenge-of-the-sith-2005-large-picture-720x340.jpg

A Vingança dos Sith

8

O episódio 3 sofre das mesmas coisas que seus antecessores; CGI em excesso; roteiro falho; conveniências; uma certa falta de organização. O triunfo é conseguir que tudo isso seja, nem que levemente, reduzido. 

Este é o primeiro momento em que Hayden Christensen parece pegar o personagem direito. Você sente a turbulência dentro dele, sente a tentação pelo Lado Negro da Força crescendo e suas ações possuem um peso consideravelmente maior. Os combates finais dele contra Obi-Wan e Yoda contra Palpatine capturam o peso em torno de suas conclusões e finalmente bons personagens foram adicionados, como é o caso de General Grievous.  

Os erros ainda estão aqui, mas finalmente George Lucas se aproximou da trilogia inicial em impacto e escala, essa é a história que queríamos ver, pena que ela demorou tanto para aparecer. 

 
solo-star-wars-story-han-solo-alden-1200x520.jpg

Han Solo

7

A trama de Han Solo: uma história Star Wars nos leva a pensar sobre os spin offs. A história de Han Solo já teve um início, meio e fim. Pelo menos, era o que pensávamos.

A trama do filme convence o espectador. Faz você acreditar nela. Alguns personagens roubam a cena, como Donald Glover como Lando Calrissian e Emilia Clarke como Qi'Ra. O começo do filme deixa a desejar, mas mesmo assim, o fôlego é mantido para o final empolgante. Certamente, ainda veremos mais de Han Solo jovem por aí.

 
star6-cover-1078x516.jpg

O Retorno de Jedi

6

O último capítulo da trilogia original sofreu com as altas expectativas impostas por seu antecessor, sendo que este filme precisava se construir em cima do cliffhanger e do famoso plot twist ao final do episódio II.

Diversas coisas funcionam aqui. O desenvolvimento de Luke e suas interações com Darth Vader são excepcionais, Han e Leia continuam magnéticos e a Palpatine é mais um excelente vilão, porém a história pareceu um tanto cansada e certos elementos foram definitivamente fora de foco. Coitados dos Ewoks, mas também se tornou consenso que eles são a primeira versão de Jar Jar Binks. 

"O Retorno de Jedi" ainda é um filme muito bom, tem momentos icônicos, mas também falhas claras. 

 
disney-PWI42732WDSHE_wBonus-Full-Image_GalleryBackground-en-US-1489533574634._RI_SX940_.jpg

Rogue One

5

Rogue One teve a difícil missão de apresentar uma trama isolada dos eventos principais de Star Wars, mas que ao mesmo tempo convencesse e conquistasse o público. E não é que deu certo?

Personagens bem apresentados, trama condizente com a realidade proposta e o perigo iminente são alguns dos pontos fortes dos filmes. E cá entre nós, Rogue One possui mais de uma cena que ficará pra sempre guardada na memória dos fãs.

 
tfa_poster_wide_header-1536x864-959818851016.jpg

O Despertar da Força

4

Dentre todos os filmes da saga, talvez o capítulo VII tenha tido a tarefa mais complicada. Não apenas precisava apagar a má impressão que as prequels tinham deixado, mas devia estabelecer uma nova trilogia que fosse interessante o suficiente para dar certo. Era quase como começar do zero. JJ Abrams entendeu isso e até bem demais, fazendo com que "O Despertar da Força" fosse uma reedição de "Uma Nova Esperança". 

A jornada é similar, o antagonismo é similar, a história é similar. Mas isso não funciona de forma contrária ao filme de maneira alguma, sendo que a maior força do episódio VII é justamente o seu elenco. Daisy Ridley como Rey é um dos maiores acertos da saga, ela é inquieta, ousada, determinada e os mistérios envolvendo sua origem são essenciais para que a nova trilogia pudesse funcionar tão bem. John Boyega e o sempre ótimo Oscar Isaac transformam Finn e Poe em personagens ainda mais completos e se criar um vilão tão imponente como Vader parece impossível, Kylo Ren chega realmente perto.  E é claro, o fator nostalgia do filme é conduzido da forma certa e o final é um dos mais inquietantes e enervantes da saga desde "O Império Contra Ataca". 

"O Despertar da Força" é um filme maravilhoso, que revitaliza a franquia da melhor forma possível.

 
4adbe3-20171212-star-wars-last-jedi.jpg

Os Últimos Jedi

3

Diga o que quiser sobre "Os Últimos Jedi", mas ele é de longe o filme mais ousado da franquia. 

Foge completamente da fórmula que parecia consolidada após "O Despertar da Força", oferece diversas reviravoltas e revelações polêmicas, desconstrói teorias, personagens, é o filme mais rebelde de todos e precisava ser. Já se tornou consenso que a parte Finn-Rose é uma das piores dentre todos os filmes, mas não se pode ignorar o maravilhoso trabalho de desenvolvimento de Rey, Kylo Ren e principalmente Luke, que nos entrega um dos momentos mais empolgantes da saga. 

A quantidade de possibilidades abertas por este filme nos faz perguntar o que realmente podemos esperar do episódio IX e isso é algo maravilhoso. 

 
a-new-hope-1536x864-486280492553.jpg

Uma Nova Esperança

2

Talvez poucos filmes tenham sido tão ousados como o primeiro da obra visionária de George Lucas. O filme que ditou a moda de todos os blockbusters que viriam depois dele ainda parece parte de uma mentira. É impossível que um filme tão real sobre uma ópera espacial tenha sido feito em 1977. 

Os sets, as criaturas, os simples, mas eficientes efeitos visuais, as cenas no espaço, tudo foi minuciosamente trabalhado para soar o mais realista possível, sem nunca perder o ar de fantasia que torna esta história tão especial. A quantidade de personagens icônicos apresentados aqui é única na história do cinema. Han Solo, Princesa Leia, Obi-Wan Kenobi, os androides C-3PO e R2-D2, todos tem diversas camadas e elevam seus respectivos personagens. E é claro, Luke Skywalker e Darth Vader ao centro, a perfeita figura do herói contra um dos melhores vilões já criados. 

O primeiro "Star Wars" foi um fenômeno, é até hoje o terceiro filme de maior bilheteria quando ajustado pela inflação e construiu o império mais dominante do cinema. Ah, e já se passaram 41 anos...

 
empire-strikes-back-1200-1200-675-675-crop-000000.jpg

O Império Contra-Ataca

1

E poderia ser diferente? De todas as milhares de listas, nos milhares de sites, de milhares de fãs e escritores e críticos, qualquer uma delas que não coloque o episódio V em primeiro lugar está mentindo para si mesma. Não é uma questão de se esse é o melhor "Star Wars", mas sim de qual o seu lugar entre os grandes filmes de todos os tempos, em qualquer gênero.

Não há um simples momento deste filme que não funcione, é como se fosse uma planta para se fazer a sequência perfeita. Seus personagens são desenvolvidos e aprofundados, a escala de perigo cresce, os efeitos melhoram em relação ao seu antecessor, Yoda é apresentado e, por fim, somos apresentados ao maior plot twist e cliffhanger da história do cinema. Se você é um ser humano no planeta Terra, sabe que Darth Vader é pai de Luke Skywalker. 

Se tornou redundante elogiar este filme, tudo que precisava ser dito, debatido e discutido já foi, nos resta é apreciar esta obra prima que é "O Império Contra Ataca". 

Pixar | Do Pior Ao Melhor

Pixar | Do Pior Ao Melhor

As 10 Mães Mais Marcantes do Cinema nos Últimos 10 anos

As 10 Mães Mais Marcantes do Cinema nos Últimos 10 anos