Crítica | Memento (Amnésia)

Crítica | Memento (Amnésia)

memento Poster

Fact 1 - Christopher Nolan é um gênio, assim como seu irmão Jonathan Nolan.

Memento, o filme de Christopher baseado no conto de seu irmão conta a história de Leonard Shelby, ex detetive determinado a buscar justiça por sua noiva que foi assassinada, mas temos um problema com nosso personagem principal: Shelby possui perda de memória recente, além de não lembrar completamente do que aconteceu na noite do crime

Remember Sammy Jankis

Fact 2 -Falar sobre o filme é difícil.

Memento é cuidadoso, quase sempre sorrateiro ao entregar informações necessárias para o telespectador, pelo fato de ser um filme contado de forma não linear (o que pode confundir, e é feito para isso) e também por querer que você calce os sapatos de Leonard Shelby. A ambição de transmitir o que é ter perda de memória recente para quem assiste é executada com perfeição, fazendo com que todo medo, angustia e cuidado cresça cada vez que o filme da um passo pra frente.

Don't believe his lies.

Fact 3- Memento é uma obra prima.

Daquelas que melhoram com o tempo. Quanto mais se pensa sobre, mais percebe detalhes marcantes e o tamanho da profundidade do filme. Todas atuações aqui estão ótimas, Carrie-Anne Moss, Joe Pantoliano e Guy Pearce se entregam ao filme. Não posso ir muito a fundo sobre nada. Qualquer comentário a mais estragaria a experiência. Me nego a fazê-lo.

Fact 4 - Não me lembro de um filme tão inteligente, que afeta e toca seu telespectador e consegue ser sutilmente engraçado ao mesmo tempo.

Não confie em ninguém aqui, nem em você mesmo. A ânsia pela descoberta de algo novo ou do mistério final muitas vezes engana. Não perca nenhum sinal, nenhuma pista, e principalmente ''Não atenda o telefone''. Memento é sim, de certo modo revolucionário e é a confirmação inicial de que Christopher Nolan é um dos melhores no que faz.

 

10

Crítica | Dunkirk

Crítica | Dunkirk

Crítica | A Origem

Crítica | A Origem