Crítica | Querido Menino

Usualmente não temos o costume de ver os créditos finais dos filmes. Este é de suma relevância. Thimotée ao ler um poema do escritor Charles Bukowski reflete,e nós espectadores sentimos a profunda conexão das palavras e dos sentimentos.